D. E O PROCURADOR

Nem os séculos têm o direito de nos separar.

Conde Drácula

Escrevi esse livro para narrar uma história fictícia ocorrida antes dos acontecimentos do clássico “Drácula”, de Bram Stoker. Ressalto, no entanto, que esse livro tem vida própria; não é necessário conhecer a obra de Bram Stoker para entendê-lo e apreciá-lo.

Trata-se de um drama profundo que envolve os questionamentos de Conde Drácula e do Procurador irlandês Connor Burke, que irá ajudá-lo a seguir para a Inglaterra Vitoriana do final do século XIX.

O livro discorre sobre amor, política, medo e outras tantas descobertas. Leitura fácil e corrente.  Quem leu “Drácula” terá muito prazer ao “descobrir” fatos não contados no livro mais famoso do anti-herói das sombras.

Penso que tanto jovens quanto adultos terão entretenimento farto ao ler “D. e o Procurador”. A história corre leve no meio de névoas e de perigos, mas, gradualmente, torna-se complexa ao desnudar assuntos que nos afligem. O leitor entrará na mente de Drácula e conhecerá um ser pensante e guerreiro que sonha em resgatar seu amor perdido. A narrativa se fixa ainda na busca vigorosa do Procurador, a fim de descobrir o sentido maior de sua vida.

BOOKTRAILER

  • Facebook - Círculo Branco

© 2020, Fauno Mendonça. Todos os direitos reservados - Site desenvolvido por Espaço Livre

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon